17 March 2012

Pão Caseiro :: Homemade Bread


A minha rotina diária mudou tão radicalmente desde que o Rodrigo nasceu que coisas tão simples como fazer pão parecem agora uma grande façanha...

A receita que uso faz dois pães e é a seguinte:

1,2 kg de farinha para pão (às vezes uso só branca, outras vezes misturo com sementes ou integral)
12 g de fermento seco para pão
25 g de sal grosso
780 ml de água tépida
1 colher de sopa de azeite (caso use farinha integral)

Juntar todos os ingredientes numa taça grande e amassar durante 10 minutos (eu uso um KitchenAid mas  há quem amasse à mão). Deixar levedar durante cerca de 2 horas. Dividir a massa em dois e formar dois pães. Deixar levedar os pães em tabuleiros durante cerca de 1 hora. Cozer em forno a 200ºC (pré-aquecido) durante 35 minutos.

(esta receita uma adaptação da receita original do Tom Baker)


Ever since Rodrigo was born, my daily routine has changed so dramatically that making bread now seems almost like some sort of achievement...

The recipe I use makes two loaves:

1,2 kg strong bread flour (sometimes I'll only use white flour, other times I'll mix it up with wholemeal)
12 g dry active yeast
25 g coarse sea salt
780 ml lukewarm water
1 tablespoon olive oil (in case you use wholemeal flour)

Weigh all the ingredients into a large bowl. Knead for 10 minutes (either by hand or with the help of a KitchenAid mixer). Let it proof for approx. 2 hours. Divide the dough in two and shape two loaves. Let them proof on trays for approx. 1 hour. Bake in a pre-heated oven at 200ºC for 35 minutes.

(this is an adaptation of Tom Baker's bread recipe)

(photo: Constança Cabral)

12 comments:

Sandra said...

Olá,

experimenta esta receita http://backtogermany.blogspot.com/2012/02/pao-caseiro.html é super fácil e rápido de fazer e fica uma maravilha!

Beijos da Alemanha,
Sandra

by Deva said...

A fotografia está lindíssima e o aspecto do pão nem se comenta... É natural um bebé precisa de quase todo o nosso tempo. Logo, logo ele vai crescendo e aos poucos e poucos a rotina volta ao normal. Um bom fim de semana para vós.

irena said...

http://zivljenje-s-konceptom.blogspot.com/2012/03/kruh-bread.html

Lots of happiness with your newborn...
I can hardly recall how it feels..
Irena

Filipa said...

É verdade! Eu até o meu banho tenho de programar. Tudo tem o seu tempo. Não é quando queremos é quando podemos! :) Mas sabe tão bem! Felicidades

Kika Diniz said...

Olá Concha, depois dos filhos é realmente difícil voltar à rotina, no meu caso tudo mudou e adaptei-me a uma nova rotina!rs
Mas é uma delicia ter bebezinho em casa, sinto saudades...
Bjs e bom fim de semana

Carminho Handmade said...

E como muda a nossa rotina...
Mas é por uma óptima causa!
O pão parece delicioso.

quinn said...

Dear Concha,

good for you, managing to bake bread with a newborn :)

does this taste like the bread in Portugal? I've tried to duplicate the bread that used to be brought to the farm in Ota - two loaves, left on the windowsill. I don't know what kind of flour was used, but I have not been able to duplicate it. Wish I could!

Quinn

Concha said...

Quinn,

Hello!

Uhm, the traditional bread in Portugal is mostly sourdough, which has a very distinctive, almost acidic taste. And it's usually baked in a outdoor log oven, which gets incredibly hot and gives the bread a fantastic crust.

I'd say this bread is pretty similar to everyday, urban Portuguese bread. It's much less "spongy" than English bread (which sometimes is too soft to slice with a bread knife). We like it here at home! :)

Monica of BeautyParler.ca said...

Parece uma delicia! Looks authentic Portuguese to me...com marmalada yummy!

cadernodecheiros said...

Ao principio parece não haver tempo para mais nada além do bébé, mas depois começamos a construir uma nova rotina e descobrimos o prazer de partilhar o nosso dia-a-dia com os nossos filhos.
Há tarefas que se tornam quase impossíveis. Quando o meu filho era bébé, fazia tudo com ele no sling, inclusivé o pão, mas confesso que usava a máquina do pão, que aliás ainda hoje nos acompanha.Felicidades.

Isabel said...

Só quando eles nascem é que nós percebemos a volta que a nossa vida levou. Devagarinho e à medida que eles vão crescendo, nós vamos conseguindo criar as novas rotinas e o tempo vai voltando a aparecer.
Bom domingo,
Isabel

Severine said...

your breads look amazingly good! For a busy new mamn, you still find the need to make it, so well done :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...